Ampliação do Teto de Financiamento Habitacional para Municípios de Pequeno Porte

O teto de imóveis financiados pelo Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), em Municípios com até 50 mil habitantes, foi ampliado pela Caixa Econômica e pelo Ministério do Desenvolvimento Regional. Os novos valores são para imóveis enquadrados nas faixas 2 e 3 do programa, que operam com recursos da carteira de crédito com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Os valores máximos do imóvel para financiamento serão:

– De R$ 110 mil para R$ 145 mil no Distrito Federal, no Rio de Janeiro e em São Paulo;
– De R$ 105 mil para R$ 140 mil para a região Sul, no Espírito Santo e em Minas Gerais;
– De R$ 105 mil para R$ 135 mil em Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul; e
– De R$ 100 mil para R$ 130 mil no Norte e no Nordeste.

Anteriormente, o teto de financiamento de imóveis para Municípios com menos de 20 mil habitantes era R$ 95 mil, padronizado para todo o país. O valor agora será escalonado por regiões, o que igualará as condições oferecidas para os Municípios, com os que possuem população até 50 mil habitantes.

Be the first to comment on "Ampliação do Teto de Financiamento Habitacional para Municípios de Pequeno Porte"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*