Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-config.php:1) in /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-content/plugins/wcp-contact-form/agp-core/classes/persistence/session/Agp_SessionAbstract.class.php on line 10

Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-config.php:1) in /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-content/plugins/wcp-contact-form/agp-core/classes/persistence/session/Agp_SessionAbstract.class.php on line 10
CONSELHO DE ÉTICA APROVA PROCESSO CONTRA CUNHA

CONSELHO DE ÉTICA APROVA PROCESSO CONTRA CUNHA

Presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD/BA), (na foto, ao centro), comanda a sessão nesta terça Foto: Antonio Augusto / Câmara dos Deputados

Depois de sete tentativas, o Conselho de Ética votou, na manhã desta terça-feira, o parecer sobre a admissibilidade de processo contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PDB-RJ), por quebra de decoro parlamentar. Por 11 a nove, os deputados decidiram dar continuidade ao processo que pode cassar o mandato de Cunha.

Três requerimentos foram protocolados, com o objetivo de adiar o processo, mas os autores retiraram os pedidos. Antes disso, no início da da sessão, o deputado Genecias Noronha (SD-CE) entrou com pedido de vistas, mas, por 11 votos a nove, a medida foi rejeitada.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o principal político a ser denunciado até agora pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por conta das suspeitas de participação no esquema de desvio de recursos públicos da Petrobras, alvo da Operação Lava-Jato. Nesta terça-feira, casas e gabinete de Cunha, além de endereços de aliados do peemedebista, são vasculhados pela Polícia Federal.

Segundo dois delatores, o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, e o ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo, Cunha teria recebido US$ 5 milhões em propina de contratos de navios-sondas e também de um negócio fechado pela Petrobras na África. Os valores recebidos pelo deputado teriam abastecido contas no exterior mantidas pelo peemedebista e familiares na Suíça.

Da Redação

Veja também

Be the first to comment on "CONSELHO DE ÉTICA APROVA PROCESSO CONTRA CUNHA"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*