Economia ganha força com investimento estrangeiro, exportações e inflação menor

Entrada elevada no país de recursos vindos do exterior e queda da inflação ajudam a criar condições para a melhora da economia

Investimento estrangeiro elevado entrando no País, saldo robusto no comércio exterior e inflação menor vão reforçar as bases da economia brasileira em 2016, ajudando a pavimentar o caminho do crescimento.

Isso porque, apesar das avaliações de agências internacionais, o Brasil segue recebendo alto investimento estrangeiro. Para este ano estão previstos, por exemplo, cerca de US$ 60 bilhões. Só em janeiro foram US$ 5,5 bi, US$ 1 bi acima do previsto.

Em outro reforço importante na economia, em 2015, as operações de comércio exterior renderam US$ 19,7 bilhões. Para 2016, o governo estima ganho maior, de US$ 35 bilhões. Nos primeiros 65 dias foram US$ 5,2 bilhões.

Uma das bases para essas estimativas sãos os acordo automotivos com Argentina, México, Colômbia e Uruguai, que em medida beneficia a indústria de veículos. Como resultado, a exportação de veículos subiu 80% nos dois primeiros meses de 2016.

O terceiro ponto desta trinca é que o governo reforçou o controle da inflação. Em consequência, economistas do mercado projetam para este ano inflação de 7,46%, menor que os 10,71% em 2015. A redução da inflação está em curso.

“Esperamos uma desinflação de 2 pontos percentuais já neste primeiro semestre”, disse o diretor de Política Econômica do Banco Central, Altamir Lopes, em avaliação sobre comportamento dos preços.

 

Veja também

Be the first to comment on "Economia ganha força com investimento estrangeiro, exportações e inflação menor"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*