Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-config.php:1) in /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-content/plugins/wcp-contact-form/agp-core/classes/persistence/session/Agp_SessionAbstract.class.php on line 10

Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-config.php:1) in /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-content/plugins/wcp-contact-form/agp-core/classes/persistence/session/Agp_SessionAbstract.class.php on line 10
Ministério debate os desafios da mulher no mercado de trabalho

Ministério debate os desafios da mulher no mercado de trabalho

fonte da foto Estadão

Palestra abre as atividades da Superintendência de São Paulo na Semana da Mulher

De 7 (ontem) a 11 de março o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), por meio das Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE), priorizará as mulheres nos serviços e atendimentos oferecidos aos trabalhadores e trabalhadoras. As atividades, previstas para todos os estados, fazem parte da Semana da Mulher, marcada pelo Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje (8).

Em São Paulo, a assessora Especial de Políticas para Mulheres do MTPS, Rosane Silva, participou da mesa de debates Os Desafios Atuais da Mulher no Mercado de Trabalho, nesta segunda-feira, e ressaltou que políticas públicas do governo federal têm sido fundamentais para superar desigualdades de gênero. Rosane citou as políticas de creches do programa Brasil Carinhoso; o Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, e o eSocial, programa que prevê e estimula a formalização das trabalhadoras domésticas. “Em 2001, 71 mil mulheres trabalhadoras domésticas tinham direito ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Em 2014 eram 187 mil, e no fim de 2015, após o eSocial, esse número salta para 1,3 milhão de mulheres atendidas. Esses dados mostram o quanto as políticas públicas de Estado são determinantes para assegurar direitos”, afirma Rosane.

Mercado de trabalho

A participação das mulheres no mercado de trabalho passou de 42,79% em 2013 para 43,25% em 2014, de acordo com dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do MTPS, elevação que correspondeu a 493 mil novos postos de trabalho. Entretanto, apesar deste avanço, os rendimentos médios das trabalhadoras ainda são menores quando comparados aos dos homens com mesmo nível de escolarização: em 2014 a média de ganho masculina correspondia a R$ 2,6 mil e a das mulheres, a R$ 2,1 mil.

Para a superintendente substituta da SRTE do estado de São Paulo (SRTE-SP), Vilma Dias, o Ministério do Trabalho e Previdência Social tem papel central na valorização do trabalho feminino e na luta pela garantia de igualdade salarial entre homens e mulheres, já que as relações desiguais de trabalho ainda não foram totalmente superadas. “Esta relação desigual não se justifica, a não ser por uma questão cultural e sociologicamente equivocada, mas o MTPS reforça a equiparação no mercado de trabalho, contribuindo para consolidar o verdadeiro papel da mulher neste mercado”.

Além da mesa de debates sobre a mulher e o mercado de trabalho, a SRTE-SP realizará, até o fim de março, atendimentos prioritários e serviços específicos para as mulheres. A partir desta segunda-feira (7) é possível utilizar os serviços de orientação profissional, intermediação de mão-de-obra e atendimentos sobre direitos trabalhistas e previdenciários para mulheres, mães trabalhadoras e empregadas domésticas.

Fonte: Ministério do Trabalho e da Previdência Social

Veja também

Be the first to comment on "Ministério debate os desafios da mulher no mercado de trabalho"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*