Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-config.php:1) in /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-content/plugins/wcp-contact-form/agp-core/classes/persistence/session/Agp_SessionAbstract.class.php on line 10

Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-config.php:1) in /home/storage/4/5f/ef/site1364998821/public_html/wp-content/plugins/wcp-contact-form/agp-core/classes/persistence/session/Agp_SessionAbstract.class.php on line 10
Movimentos sociais não ocuparam lugares dos convidados, eles são os convidados

Movimentos sociais não ocuparam lugares dos convidados, eles são os convidados

Governo rebate reportagem que classificou organizações que participam do Minha Casa Minha Vida de “claque”

O Minha Casa Minha Vida é o maior programa de habitação da história do Brasil e já beneficiou quase 10 milhões de brasileiros. Muito do sucesso do programa resulta da capacidade do governo de dialogar constantemente com movimentos sociais, governadores, prefeitos, gestores públicos e empresários.

Parte da imprensa cometeu o equívoco, nesta quarta-feira (30), de afirmar que o governo federal transformou o evento oficial de lançamento do Minha Casa Minha Vida 3 em um ato contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Alguns chegaram a afirmar que a ausência de prefeitos e governadores teria feito com que a segurança do evento preenchesse os espaços “de última hora com representantes dos movimentos sociais”.

Engano. Os convidados eram justamente os movimentos de moradia que estão habilitados a participar do programa. Por isso eles estavam lá, ao lado de ministros, governadores, parlamentares, prefeitos, gestores públicos e empresários – todos são protagonistas no êxito do Minha Casa Minha Vida.

Mais: dizer que os movimentos sociais são “claque” é não compreender a sua importância histórica – neste caso, na luta por moradia digna. É também reduzir a relevância política de atores que defendem a democracia e recusam soluções que afrontam a lei e as instituições democráticas.

Como afirmou Guilherme Boulos, líder do MTST, “não é possível apenas falar de moradia. Vivemos uma perigosa e criminosa ofensiva golpista contra a democracia de nosso país”.

O governo da presidenta Dilma – assim como do seu antecessor, o ex-presidente Lula – recebe e continuará a receber, como convidados, os mais variados movimentos sociais no Palácio do Planalto. Inclusive deixando de exigir uso de terno e gravata para acessar as dependências.

Veja também

Be the first to comment on "Movimentos sociais não ocuparam lugares dos convidados, eles são os convidados"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*