Frente Nacional de Prefeitos quer derrubar decisão de ministro

Os prefeitos se movimentam para derrubar a decisão do ministro do STF, Kassio Nunes, que liberou cultos e missas presenciais no último sábado, 3.

De acordo com o presidente da FNP (Frente Nacional dos Prefeitos), Jonas Donizette, a decisão de Nunes Marques “não condiz com a verdade”. Ele pediu ao ministro Luiz Fux, também do STF, para que orientasse sobre qual decisão da Corte os gestores devem seguir.

Em abril de 2020, Fux concedeu autonomia aos Estados e municípios. Nesse sentido, poderiam determinar o que funcionava ou não durante a pandemia.

“A liberdade de culto não foi tirada de ninguém. Se você ligar agora a internet, estão sendo transmitidos cultos para o Brasil inteiro. O que está sendo orientado neste momento é para as pessoas não saírem de casa. Há até supermercados atendendo uma pessoa de cada vez”, declarou Donizette. As informações são do Poder360.

“É uma falsa premissa [o argumento de Nunes Marques]. Eu sou cristão. Eu falo como parte envolvida. É claro que este dia [a Páscoa] é um dia muito simbólico para os cristão. Agora, não tem nada a ver com fé neste momento”, pontou.

O presidente da FNP ainda destacou que o prefeito é “o último que quer que fechar qualquer coisa”

Editado por Diana Bueno – Prefeitos & Governantes

Fonte: Focus e El País

LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp