“Pequenos municípios proporcionam qualidade de vida muito acima da média do Brasil”, diz presidente do CNM

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, esteve em Goiânia a convite do senador Luiz do Carmo para participar de uma audiência pública do Senado que debate a proposta de extinção de pequenos municípios, prevista na PEC do Pacto Federativo.

“Vamos lutar contra a extinção de 1.252 Municípios do nosso país, porque essa medida não vai impactar na vida de mil pessoas mas na vida quase  milhões de pessoas, uma população maior que de todo o Uruguai”, explicou Aroldi, ao pontuar que a CNM está convocando os prefeitos de todo o Brasil para que participem da “Mobilização Municipalista contra a extinção de Municípios”, que irá dia de dezembro a Brasília.

Para ele, o critério proposto pelo governo federal é totalmente equivocado. “Esses pequenos municípios proporcionam aos seus moradores uma qualidade de vida muito acima da média do Brasil. Não considerar a produtividade que esses eles têm e sua ajuda na balança comercial brasileira é um equívoco enorme”, destacou o presidente do CNM.

A mobilização também vai pressionar parlamentares para a aprovação de pautas prioritárias que tramitam no Congresso Nacional, como a do 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de setembro, a inclusão de Municípios na Reforma da Previdência, a execução direta de emendas, o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e a Nova Lei de Licitações.

prefeitosegovernantes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.