Participação na Passagem de Comando da força–tarefa marítima em Beirute

No dia 29 de fevereiro, o Contingente do Exército Brasileiro desdobrado no Setor Leste da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (CONTBRAS – SECEAST/UNIFIL) participou da solenidade de Passagem de Comando da Força-Tarefa Marítima da UNIFIL (MTF/UNIFIL).
A cerimônia ocorreu no Porto de Beirute, ao lado da Corveta Barroso, da Marinha do Brasil, e foi presidida pelo Head of Mission/Force Commander da UNIFIL, Major-General Stefano Del Col. Também estiveram presentes autoridades libanesas e embaixadores de diversos países
 

 O Contra-Almirante Sergio Renato Berna Salgueirinho recebeu o Comando da MTF-UNIFIL do Contra-Almirante Eduardo Augusto Wieland, que permaneceu na função durante um ano e teve sob seu comando navios das marinhas do Brasil, da Alemanha, de Bangladesh, da Indonésia, da Grécia e da Turquia.

 
Durante o evento, os militares do CONTBRAS – SECEAST apresentaram as suas despedidas ao Contra-Almirante Wieland e agradeceram o apoio prestado durante toda a missão, bem como deram as boas-vindas e desejaram sucesso na missão ao Contra-Almirante Salgueirinho. A atividade constituiu-se em mais uma oportunidade de estreitamento de laços entre os militares da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro, que participam dos componentes naval e terrestre da UNIFIL.
 
A UNIFIL foi criada em 1978 e tem a missão de monitorar a área Sul do Líbano ao longo da Blue Line, conforme acordo assinado entre o Líbano e Israel, sendo também a única Missão de Paz da Organização das Nações Unidas que conta com um componente naval.
A Força-Tarefa Marítima foi criada em 15 de outubro de 2006, por solicitação do governo libanês e tem como missão realizar operações com o intuito de auxiliar na prevenção de entrada de armas não autorizadas e materiais ilegais nos portos do Líbano, bem como conduzir o treinamento e o desenvolvimento profissional dos militares da Marinha Libanesa.whatsapp-image-2019-10-11-at-14.44.13-3
prefeitosegovernantes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.