Prefeito Bruno Covas morre vítima de câncer

Bruno Covas, que emergiu como prefeito da maior cidade do país pregando a moderação em um cenário político ultrapolarizado, morreu aos 41 anos em São Paulo. Segundo nota oficial, Covas faleceu neste domingo (16) às 08h20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase e suas complicações após longo período de tratamento. A doença foi diagnosticada em 2019.

Em abril, ele ficou internado por 12 dias no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, quando exames constataram que os tumores, originados no trato digestivo, haviam se alastrado para o fígado e também para os ossos. Teve alta no dia 27, mas voltou a ser internado em 2 de maio. Na sexta (14) à noite, um boletim médico afirmou que seu quadro era irreversível. ​

O velório será no Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura de São Paulo a partir das 13h. Um cortejo em carro aberto passará pelo centro da cidade até a avenida Paulista. O sepultamento será feito em Santos, no litoral, terra natal de Covas, em cerimônia restrita à família.

A aposta no centrismo levou o tucano Covas a ser reconduzido à Prefeitura de São Paulo nas eleições de 2020, quando derrotou adversários à esquerda e à direita. De costas para o discurso ideológico, ressaltou a experiência política, o enfrentamento do câncer —que comunicou ao público desde o diagnóstico— e a gestão de períodos turbulentos da cidade, como a pandemia do coronavírus.

Publicado por Prefeitos & Governantes

The following two tabs change content below.
LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp