Ministro Wellington Dias debate com prefeitos estratégias sociais para o futuro das cidades

Com o objetivo de debater sobre as realidades, desafios e metas conjuntas, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) realizou o evento: “Reflexões sobre o futuro das cidades”, em João Pessoa (PB), (1° e 2/06). O primeiro dia de discussões contou com a presença dos ministros Wellington Dias, do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, e Alexandre Silveira, de Minas e Energia.

Para o titular do MDS, que participou do painel “O enfrentamento da desigualdade social como estratégia para o desenvolvimento econômico”, a oportunidade do encontro é a celebração de um entendimento sobre o papel de cada ente federado. “Uma alegria a gente participar desse evento importante para o Brasil, o encontro com a Frente Nacional dos Prefeitos de capitais, das maiores cidades. Recebi o convite para que possamos tratar da pauta social. Temos grandes desafios, ninguém faz nada sozinho e a orientação do presidente Lula é para juntos trabalharmos, em cada município, estado, com as entidades, com o setor privado”, enumerou Wellington Dias.

O ministro apresentou duas propostas, uma no âmbito do Plano Brasil sem Fome para ter os municípios trabalhando na mesma direção, integrando o esforço de cada ente da Federação, e outra por um pacto pela inclusão socioeconômica das pessoas que mais precisam.

“Que tal a gente olhar para o Cadastro Único? Qualificar as pessoas e ter um plano para gerar oportunidades de vagas de trabalho no setor público e no setor privado para quem está no Bolsa Família, no Cadastro Único, pelo emprego e pelo empreendedorismo, tirarmos pessoas da pobreza”, sugeriu.

O ministro Alexandre Silveira destacou a importância do municipalismo e o foco das ações da pasta de Minas e Energia, com busca pelo preço justo para o pequeno produtor rural, para a indústria e para as residências. “É na cidade que a vida das pessoas acontece. A qualidade do serviço de distribuição, o preço justo de energia elétrica para o pequeno produtor rural, para a indústria e para as residências são as nossas bandeiras de atuação”, frisou.

“Estamos trabalhando vigorosamente para que a luz chegue às casas das brasileiras e brasileiros, com o relançamento do Programa Luz para Todos, e para proteger a população mais pobre com a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE)”, afirmou Alexandre Silveira, citando um dos benefícios sociais do Governo Federal, o TSEE, que beneficia inscritos no Cadastro Único.

O presidente da FNP e prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, destacou que discutir o futuro das cidades e as cidades do futuro é algo muito simples na consciência dos gestores: “No sentido que o gestor é aquele que cuida da rotina das suas cidades, pelos cargos que estão ocupando, eles têm capacidade de enfrentar as dificuldades e, principalmente, pensar o futuro. É isso que estamos iniciando nesta tarde.”

“Gestores públicos que aceitam a missão de conduzir as cidades, carregam no dia a dia a necessidade imediata, mas carregam também a perspectiva de futuro. E esse evento tem o aspecto de discutir o futuro das cidades, que legado nós queremos deixar. É fundamental também que olhemos para o futuro com os pés no presente”, concordou Cícero Lucena, prefeito de João Pessoa.

Assessoria de Comunicação – MDS

Início