Os desafios dos pequenos municípios de Santa Catarina e Paraná

O Pauta Brasil desta segunda-feira, 30 de agosto, debateu aspectos das crises sanitária, econômica e social do ponto de vista dos gestores de pequenos municípios. Participaram a prefeita de Ipuaçu (SC), Clori Perosa, e o prefeito de Paraíso do Norte (PR), Beto Vizotto, com mediação da ex-ministra do desenvolvimento Social no governo Lula Márcia Lopes.

Ipuaçu (SC) é uma cidade de 8 mil habitantes, mais da metade deles indígenas da etnia kaingang. Segundo a prefeita Clori Peroza, as dificuldades estão crescendo, com falta de emprego, programas e políticas públicas que venham ao encontro das necessidades. Ela relata que desde 2017 o município vem passando por estiagem, três grandes vendavais e a pandemia, ou seja, todo tipo de provação.

“Se comparamos os tempos atuais com a época em que Lula e Dilma estiveram no governo, constatamos que já entramos no governo sofrendo todas as consequências da retirada de direitos, do congelamento de recursos da saúde e todos os desmandos do governo federal”, afirma.

Como primeira mulher a assumir o cargo de prefeita e vinda de uma carreira de professora, ela reconhece todos os percalços que teve para vencer as eleições. “Nós mostramos com categoria que é possível fazer governo diferente daquilo que eu mesma criticava quando era vereadora. Estamos dando conta, sensibilidade e responsabilidade com quem mais precisa do poder público”, diz.

Disse que as marcas de sua gestão são saúde, educação, agricultura, estradas e assistência social. O carro chefe são investimentos em saúde. Oito equipes se desdobraram para atendimento pontual e domiciliar de indígenas contaminados pelo coronavírus no ano passado. Indígenas e idosos foram os primeiros a receber vacinas em casa, esforço que possibilitou chegar a quase 70% da população imunizada. “Nossa farmácia conta com mais de 700 tipos de medicamentos, muito além dos 130 que preconiza a farmácia básica. Com isso, efetuamos distribuição de vários medicamentos caros para a população que necessita de tratamento e fazemos a diferença na vida dos aposentados”.

O prefeito BetoVizotto, de Paraíso do Norte (PR), cuja população é de 14 mil habitantes, encabeça a quarta gestão democrática e popular em Paraíso do Norte. Ele afirmou que se recorda de vários projetos construídos durante as gestões do PT no governo federal.

“Nunca houve para pequenos municípios o acesso aos recursos que havia naquela época. Hoje o município pequeno só tem acesso se tiver deputados trabalhando por ele, pois, embora as condições de vida só piorem, há pouca solidariedade dos entes públicos para lidar com isso. Escolas não funcionam por falta de funcionários”, relatou.

E disse que sua gestão vem sendo marcada pelo investimento na educação. O município zerou as matrículas na educação infantil, todos que pediram até 2020 estão matriculados, oferece alimentação, uniforme e material de qualidade gratuitamente. Fez grande investimento em qualificação de professores e nos salários. O Ideb local passou de 3,3 para 6,6, ou seja, melhorou praticamente 50%.

Da Redação Prefeitos & Governantes, com informações do Pauta Brasil

LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp