Saiba como usar o e-Título, que permite votar, justificar ausência e verificar situação junto ao TSE

O e-Título, a versão digital do título de eleitor, é uma inovação que facilita a participação no processo eleitoral brasileiro desde sua implementação em 2020. O dispositivo permite aos eleitores verificar o status de seu documento e justificar ausências em pleitos passados. O documento digital também pode ser utilizado como identificação no dia da votação, que em 2024 acontece em mais de 5.568 municípios, em 6 de outubro.

O e-Título pode ser utilizado como documento de identificação para votar, desde que contenha a fotografia do eleitor. É fundamental verificar se a sua foto está visível no aplicativo antes do fechamento do cadastro eleitoral, que ocorre em 8 de maio. Caso contrário, será necessário tomar as providências para garantir a presença da foto no e-Título.

Como baixar o aplicativo e-Título:

1. Dirija-se à loja de aplicativos de seu telefone e procure por “e-Título”;
2. Faça o download e abra o aplicativo;
3. Inicie o aplicativo e selecione a opção “Começar no e-Título”;
4. Aceite os termos apresentados para prosseguir;
5. Insira seus dados pessoais e clique em “Entrar no e-Título”;
6. Responda às perguntas de verificação;
7. Digite sua senha para acessar o aplicativo;
8. Visualize suas informações relacionadas ao Título de Eleitor Digital.

Como votar usando o e-título:

Apresente o e-Título no dia da votação, se sua biometria estiver registrada. Caso contrário, tenha-o em conjunto com um documento oficial com foto.

Como justificar o voto utilizando o e-título:

Caso não tenha comparecido às últimas eleições, acesse o sistema “Justifica do TSE” e siga as instruções. Você precisa informar seu número de título de eleitor, nome completo e data de nascimento.

Outros documentos aceitos para votação:

Com o cadastro eleitoral em dia, confira quais documentos você pode levar para votar. O documento deve ser oficial e conter foto (tanto na via impressa quanto na digital):

• e-Título;
• Carteira de identidade;
• Identidade social (para pessoas trans e travestis);
• Passaporte ou outro documento de valor legal equivalente;
• Carteira de categoria profissional reconhecida por lei;
• Certificado de reservista;
• Carteira de trabalho; e
• Carteira Nacional de Habilitação.

Vale lembrar que esses documentos oficiais são aceitos para votar mesmo fora da validade. O importante é estar legível e conter a foto. Por exemplo: a via impressa da carteira de trabalho é aceita; a via digital deste documento não pode comprovar a identidade do eleitor, pois não contém fotografia.

Eleições Municipais de 2024

O 1º turno das eleições municipais de 2024 acontece em 6 de outubro. A estimativa do TSE é de que 153 milhões de eleitores vão às urnas escolher prefeitos e vereadores. Caso necessário, o 2º turno ocorrerá em 27 do mesmo mês (em municípios com mais de 200 mil eleitores). Por isso, é importante deixar tudo certo para o dia da votação.

Fonte: R7

Início