Grupo de governadores deve pedir afastamento de subprocuradora

Um grupo de governadores deve pedir ao Conselho Nacional do Ministério Público o afastamento da subprocuradora Lindora Araújo do Giac (Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de Covid-19) e da investigação sobre possíveis desvios de verbas federais destinadas aos estados para combater a pandemia.

Como mostrou o Painel, a subprocuradora encaminhou um ofício com perguntas sobre gastos com a pandemia em que acusa os governadores de mau uso do dinheiro público. No documento, Lindora Araújo aborda suspeitas de desvios levantadas pelo presidente Jair Bolsonaro.

Os questionamentos foram encaminhados após a criação da CPI da Covid, que mira possíveis omissões do governo federal na pandemia.

Na minuta do pedido ao qual o Painel teve acesso, os governadores apontam para o fato de o ofício ter sido encaminhado 48 horas após o Supremo Tribunal Federal ordenar a criação da CPI e sugerem a possibilidade de a subprocuradora utilizar a solicitação de informação para angariar dados de interesse do governo a serem utilizados na comissão.

Segundo eles, as perguntas enviadas se alinham com o discurso de parlamentares que querem ampliar o escopo da CPI e incluir os chefes dos executivos estaduais como alvos da apuração.

Os governadores também afirmam que as perguntas da subprocuradora fazem juízo de valor sem apontar elementos e provas sobre as supostas irregularidades.

Uma das perguntas enviadas por Lindora, a de número 4, afirma que a desativação das unidades de saúde teria causado “prejuízo ao erário, não só em relação às vidas com a falta atual de leitos como decorrente da verba mal utilizada.”

Via Folha de S.Paulo

Publicada por Prefeitos & Governantes

The following two tabs change content below.

Redação

LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp