Processo licitatório: Ponte dos Santos Mártires vai facilitar a mobilidade urbana

A ponte dos Santos Mártires será um importante equipamento de mobilidade urbana de São Gonçalo do Amarante e também da Região Metropolitana de Natal. Os preparativos para a obra já estão em andamento na parte burocrática.

O processo licitatório já foi iniciado e está em fase de análise para homologação da empresa que irá realizar a obra. A construção da ponte é fruto de parceria de investimentos entre a Prefeitura com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). A obra vai contar com aporte de R$ 38 milhões do Governo Federal, enquanto a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante vai entrar com contrapartida no montante de R$ 8 milhões. Os recursos já estão assegurados com a Caixa Econômica Federal. 

Os recursos foram garantidos na gestão do então Ministro do MDR, Rogério Marinho (PL), ainda no Governo Bolsonaro.

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante aguarda os trâmites legais de liberação da empresa vencedora da licitação para dar os próximos passos rumo à construção, com a assinatura da ordem de serviço e instalação de canteiro de obras. “Depois que homologarmos a licitação, nós iremos apresentar um cronograma detalhado das obras”, garantiu o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Eraldo Paiva.

Após o início das obras, a previsão inicial é que a empresa responsável pela edificação do equipamento tenha 24 meses para conclusão dos serviços. Ao todo, a ponte terá 400 metros de extensão e 10 metros de largura. A travessia será pelo ponto mais estreito sobre o Rio Jundiaí, afluente do Rio Potengi. O equipamento vai ligar o KM6, na zona Oeste do município de Natal, até a região de Uruaçu, em São Gonçalo do Amarante.

Do lado de São Gonçalo, a construção acabará em uma estrada que dará acesso à capela dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu e a outras áreas do município da Região Metropolitana. Do lado da capital potiguar, conforme projeto, a implementação da ponte começa na BR-226, no trecho em que a via é denominada Avenida Presidente Ranieri Mazzili. Na área será construída uma rotatória. O prefeito Eraldo Paiva diz que o avanço até a liberação das obras é como a realização de um sonho antigo. A ponte vai ligar a zona Oeste de Natal à região de Uruaçu, servindo de acesso ao Santuário dos Santos Mártires e também ao Aeroporto Internacional Aluízio Alves.

“Essa ponte vai ser de dupla função, porque além de facilitar a mobilidade urbana na Região Metropolitana de Natal, também vai ajudar ao desenvolvimento do turismo religioso aqui no nosso Estado. O nome que damos é até neste sentido: ponte de Santos Mártires”, explica Eraldo Paiva.

O prefeito fala, ainda neste sentido, que a idealização do equipamento é fomentada desde a fundação da capela dos Santos Mártires, pelo capelão padre Murilo Paiva. A oportunidade de aproveitar um potencial econômico, associado à entrega de um equipamento de infraestrutura que chegará para ajudar na resolução dos problemas de trânsito na Grande Natal, são fatores que denotam a importância da ponte, segundo o chefe do executivo municipal.

Com informações da Tribuna do Norte

Fonte: Portal Grande Ponto

Início