Protestos de caminhoneiros seguem em 14 estados; 5 têm vias bloqueadas

Segundo boletim divulgado às 11h desta quinta-feira (9/9) pelo Ministério da Infraestrutura, há pontos de concentração de caminhoneiros em rodovias federais de 14 estados, com interdições em cinco deles: Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Nos estados Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Rondônia, Pará e Roraima, o trânsito está liberado, mas ainda há abordagem a veículos de cargas, com tentativas de interrupção da passagem.

No primeiro boletim da manhã, foi informado que 15 estados apresentavam bloqueios ou tentativas de paralisação em rodovias federais, após ameaça de greve dos caminhoneiros. Alguns postos começaram a ficar sem combustíveis na noite dessa quarta-feira (8/9), e motoristas começaram a fazer filas.

Na noite de quarta-feira (8/9), o presidente Jair Bolsonaro divulgou áudio em que pedia o fim dos bloqueios. Bolsonaristas, no entanto, incluindo o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, não acreditaram que se tratava de um pedido verídico e decidiram continuar com o protesto.

Bolsonaro anunciou que vai conversar com caminhoneiros para “tomar uma decisão”. O mandatário está reunido com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, na manhã desta quinta, no Palácio do Planalto.

Também esta manhã, Zé Trovão publicou novo vídeo em que pede para a população ir às ruas apoiar a greve dos caminhoneiros.

“Eu quero deixar um recado aqui para a população brasileira. Cadê a parte de vocês? Vocês estão em cima das pistas hoje ajudando os caminhoneiros? Porque a Polícia Federal está tentando a todo custo desmobilizar o movimento. Se vocês não estiverem nas pistas juntos, não forem pra cima juntos e não ajudarem esse movimento, fica difícil. Fica muito difícil”, disse o caminhoneiro.

Da Redação Prefeitos & Governantes

Com informações do Metrópoles

LinkedIn
Share
Instagram
WhatsApp